Pacientes diagnosticados con leucemia curados devido a terapia con células CAR-T

Para conhecermos una historia de Doug Olson temos de recuar uns anos. Em 1996 fe diagnosticada con leucemia linfocítica crónica.

“Piensa que tinha meses de vida”, começa por dizer.

Depois de várias sessões de quimioterapia y sem resultados promissores, o oncologista que o estava a seguir, o Dr. David Porter, sugeriu que Olson podia vir a precision of um transplante de medula óssea.

El cuerpo de Olson já não estava ha reaccionado a la quimioterapia y chegou a um ponto em que 50% das células da medula óssea já estavam cancerosos.

Além do transplante de medula óssea, o Dr. Porter falou também na possibilidade dopatient participar num estudo of therapy com cell CAR-T.

Uma vez que Olson queria evitar o transplante, optou por participar no estudo.

En qué consiste la terapia con células CAR-T

A terapia baseia-se no uso dos glóbulos brancos do paciente, que são modificó geneticamente em laboratório pa destrucción o cancro e reintroducido no sistema por vía intravenosa.

As células CAR-T derivam das células que fazem parte do sistema de defesa, as células T.

Depois de modificadas geneticamente, estão aptas para reconhecerem células specíficas do cancro e destruí-las.

Pero de 10 anos depois do tratamento, não há sinal de qualquer tipo de cancro em Doug Olson.

“Actualmente estou muito bem. Sou muito activo. Verano 2018 eu estava a correr meias-maratonas”, decir olson75 años.

Deben casos de remisiones de leucemia que duram há mas de 10 años

A história de Olson é contada num artigo publicado pela revista Nature, esta quarta-feira.

“O resultado ultrapassou as minhas mais altas expectativas, não esperava que a resposta fossa tão
poderosa e tão rápida”, admitiu David Porter, oncólogo e investigador de la Universidade de Pensilvânia, nos USA, y um dos autores do estudo publicado en Nature.

Na terça-feira, a magazine organizou uma conferência de imprensa onde falaram over owe cases of remissions da leucemia that duram há mais de 10 anos, um deles diz respeito a Olson.

READ  La reconciliación en Australia 'está muerta' | Australia

Durante 10 años, los pacientes fueron acompañados, realizaron varias pruebas y las células se modificaron y recibieron un control del cuerpo clínico.

Os debo a los pacientes conseguir una remisión completa no ano em que iniciaram una terapia, revelar o estudo.

Os médicos dizem que estes owe casos são a prova de que a terapia con células CAR-T puede atacar o cancro de una forma inmediatacon el requisito de permanecer no corp durante años y evolucionar para manter a doença sob controlo.

“Agora, podemos concluir que as células CAR-T pueden realmente curar pacientes con leucemia”, disse o Dr. Carl June, um dos autores do estudo.

Um outro paciente, Bill Ludwig, teve semelhantes results aos de Olson.

Mas Ludwig já não pode contar a sua história uma vez que morreu no início de 2021 com complicações derivados da COVID-19.

Written By
More from Arturo Galvez
Hamás dice que Israel rechazó la propuesta de alto el fuego en Gaza – Executive Digest
Un alto funcionario de Hamás, Osama Hamdan, dijo el miércoles que la...
Read More
Leave a comment

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *