Para Mike Pence, «ha poucas ideias mais antiamericanas» do que achar que alguém pode anular o resultado de eleições presidenciais nos USA

Considere que alguém pode anular o resultado de eleições presidenciais nos USA e escolher a dedo um President é das ideias mais “antiamericanas” de semper, afirmou, this sexta-feira, o antigo vice-presidente norte-americano Mike Pence, em reposta a alegações Feitas por Donald Trump recientemente.

“Há pessoas no nosso partido que acreditam que eu, enquanto vice-presidente, tinha autoridade para rejeitar os votos do Colégio Eleitoral. Esta semana, ouvi o Presidente Trump dizer que eu tinha o direito de mudar o resultado [das presidenciais]”, afirmó Pence num evento na Flórida. Donald Trump está, contudo, “errado”. “Eu não tinha o direito de alterar os resultados. A presidência é apenas decide pelo povo americano. Creo, sinceramente, que há poucas ideias mais antiamericanas do que achar que uma única pessoa pode escolher o Presidente americano.”

Num comunicado publicado el domingo, Trump afirmó que Mike Pence “tinha o direito de mudar o resultado” das eleições presidenciais, anulando-o. “Infelizmente, ele não acteur essa competência.” E a nota continuó: “Se o vice-presidente não tinha o ‘direito’ de alterar no Senado os resultados das eleições, apesar das fraudes e inúmeras irregularidades, por que razão os democratas e os republicanos estão a tentar desperadamente aprovar uma lei para não permitir que o vice-presidente possa altere os resultados das eleições?”

O antigo presidente norte-americano se referirá a la propuesta de reforma da Lei da Contagem Eleitoral, que está en vigor desde 1887. A lei estabelece que o vice-presidente não tem poderes para anular o resultado de uma eleição presidencial. A revisão da lei que se pretende fazer é no sense de a clarificar, precisamente para evitar interpretaciones erradas sobrias os poderes et competências de quem desempenha este cargo político.

READ  Navy SEAL, asesino de Osama, se deshace de la máscara facial en aerolíneas abarrotadas, dice que fue una broma

“Entendo que muitas pessoas tenham ficado desiludidas com o resultado das últimas eleições. Más, independientemente de que acontecer no futuro, sabemos que naquele dia cumprimos o nosso dever”, dice también Mike Pence. Na verdade, “há mais em jogo do que o nosso partido ou as nossas conquistas políticas”. “Se perderemos a fé na Constituição, não perdemos só as eleições, também perdemos o nosso país.”

Para Pence, o importante é não desviar a tenção de assuntos fundamentalis como a administração de Joe Biden y os problemas que o país enfrenta, relacionados com a inmigración, a inflação, o crimen ea política externa. É nessas áreas, sublinhou, que os republicanos pueden representar una alternativa a las políticas de dos demócratas y una gobernación de Biden.

Written By
More from Arturo Galvez
La Carpa Interactiva del IV Día Mundial del Diseño arranca este viernes (11/10)
La Carpa Interactiva del IV Día Mundial del Diseño inicia este viernes...
Read More
Leave a comment

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *