Regiões da Espanha endurecem restrições contra a Covid-19

Leia Tambem

• USP: novo coronavírus infecta e replica em glândulas salivares

• Israel aplica tercera dosis de vacuna contra Covid-19 nos mais vulneráveis

• Copa América trouxe nova variante do coronavírus para o Brasil

• Fechamento de escolas por Covid en 19 países pode provocar ‘catástrofe geracional’

As regiões espanholas Catalunha e Comunidade Valenciana, de grande atividade turística, decidiram, nesta segunda-feira (12), endcer as restrições e limitar a vida noturna com novas medidas para tentar conter a transmissão do coronavírus, em alta no país.

O Executivo da região catalã determinou que como atividades noturnas terminem a las 0:30 y limitou como reuniões a um máximo de 10 pessoas.

“Os dados são mais do que péssimos. São, francamente, muito ruinas”, advertiu o responsável da Saúde catalão, Josep Maria Argimon, en entrevista coletiva na cidade de Barcelona.

Além da propagação do contágio na Catalunha, todo o país enfrenta “um aumento rápido e important” da doença há semanas, com uma incidência de 368 casos a cada 100 mil habitantes nos últimos 14 días, destacou o epidemiologista-chefe do governo central, Fernando Simón, nesta segunda.

Explicou que una nova onda de casos é impulsionada pelo grande aumento das infecções entre una población menor de 30 años, muito pouco vacinada.

Na Comunidade Valenciana, a Justiça autorizou que seja restabelecido o toque de recolher durante a madrugada em 32 localidades, entre elas a capital, Valencia, bem as a limitação das reuniões a um máximo de 10 pessoas em toda a região.

O impacto da nova onda permanece limitado no número de internações em nível nacional, que avanzó lentamente, e na mortalidade, que não aumentou, graças ao bom ritmo da campanha de vacinação, assinalou Simón.

READ  Cruz Azul: Siboldi envía un fuerte mensaje a Miguel Herrera, DT del Club América

Segundo o Ministério da Saúde, 59% dos quase 47 milhões de espanhóis receberam ao menos uma dose e 45% conclusíram a imunização.

Veja também

Cuba

Líder de Cuba culpa ‘deliquentes’ e youtubers contrários ao regimen por protestos na ilha

Presidente cubano acusa EUA de querer provocar 'revoltas sociais' em Cuba
Protestos en Cuba

Presidente cubano acusa EUA de querer provocar ‘revoltas sociais’ em Cuba

More from Ambrosio Badillo

Australia impone toque de queda en la segunda ciudad más grande

El primer ministro victoriano Daniel Andrews habla a los medios durante una...
Read More

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *